SON_OF_GOD_drama_religion_movie_film_christian_god_son_jesus_1920x1080

Estudos

  O que é ser um discípulo de Cristo?

 

 

Introdução

 

 A Bíblia nos revela que Jesus chamou homens para serem seus discípulos (Mt. 4.18-22), investiu boa parte do seu tempo ensinando os seus discípulos (Mc. 9.30, 31) e as multidões (Mt. 26.55; Mc. 6.6; Lc. 21.37), e por fim, ordenou que seus discípulos fizessem outros seguidores de todas as nações (Mt. 28.19).

Por tanto, fica nítido nestes textos que a vontade de Cristo é ter discípulos.

A palavra “discípulo” aparece por mais duzentas e cinquentas vezes nos evangelhos e no livro de Atos.

A missão principal de todos os cristãos é fazer discípulos de todas as nações (Mt. 28.19,20).

Por essa razão, o objetivo deste curso é fazer de você, um verdadeiro discípulo de Cristo.

Vamos agora compreender o que a Bíblia fala sobre discipulado e discípulo.

 

O discipulado no Antigo Testamento.

 

É uma ideia antiga, comum entre os gregos, mas raramente mencionada no AT (1 Rs. 20.35; 1 Co. 25.8; Is. 8.16).

Foi um aspecto proeminente no Judaísmo subsequente.

Envolveu uma relação entre mestre e aluno.

Derivado do verbo “aprender” o discipulado denotava um processo de aprendizagem.

Seu uso indicava a necessidade de adotar a filosofia, as práticas e o modo de vida do seu professor.

Envolvia aproximação física do aluno para com o seu professor.

Incluía o significado de alunos separados de seus mestres por séculos, onde os judeus contemporâneos de Jesus se declaravam discípulos de Moisés (Jo. 9.28).

 

O discipulado no Novo Testamento.

 

É um conceito proeminente e importante no NT. João Batista tinha seus discípulos (Mt. 9.14), os fariseus os deles (Mt. 22.16), Jesus os seus (Mt. 5.1), e até Paulo tinha os seus (At. 9.24,25).

Descrevia a relação entre Jesus e seus seguidores.

Envolvia todos os que criam em Jesus (Jo. 8.30,31), os que vinham aprender com ele (Mt. 5.1,2), o grupo ou a todo círculo de amigos íntimos de Jesus (Mt. 10.1; 11.1; Lc. 9.54; Jo. 6.8).

Exigia obediência da parte dos discípulos (Jo. 8.31), de modo que os mesmos adotavam os seus ensinamentos como seu modo de vida (Lc. 6.40; Jo. 15.7,8).

Incluía a aproximação dos discípulos com o mestre, como também o ato de acompanhar o mestre por onde ele fosse (Mt. 4.19).

Implicava em deixar o trabalho (Mc. 1.18,19), pai e mãe (Mc. 10.29), tudo (Mc. 10.28), em tomar a cruz e seguir em frente até a morte Mt. 10.38), e em não ser maior que seu mestre (Mt. 10.24).

 

O que é um discípulo?

 

Discípulo é aquele que segue os ensinamentos de um mestre;

Discípulo vem do latim “discípulos”, que significa “aluno”, “aprendiz”;

Discípulo no hebraico é "talmild" que significa estudante e discípulo (1 Cr. 25.8);

Discípulo no grego é “mathetés” que significa “aprendiz”, “pupilo”, “aluno”, “discípulo” (Mt. 10.24);

Discípulo é o vocábulo mais distintivo usado no livro de Atos, para aqueles que confiavam em Cristo e procuravam seguir o seu caminho (At. 6.1, 2, 7; 9.1; 11.26; 18.23; 19.1; 21.4, 16);

Discípulo no dicionário significa aquele que recebe ensino de alguém e que segue as ideias ou doutrinas de outrem.

 

Quais são os pré-requisitos para alguém ser um discípulo de Cristo?

 

O primeiro condição é negar a si mesmo. “... negue-se a si mesmo...” (Mt. 16.24), renunciando o eu; submetendo-se totalmente ao controle de Cristo; abandonando o direito à autodeterminação; abandonando os desejos egoístas e a segurança terrena... O “eu” já não está mais no comando; Deus está.

 

A segunda condição é tomar a sua cruz. “... tome a sua cruz...” (Mt. 16.24), suportando sofrimentos por causa de Cristo; tolerando a vergonha, o sofrimento e talvez o martírio por sua causa; morrendo para o pecado, para si mesmo e para o mundo; entregando até mesmo a própria vida a fim de cumprir o chamado; mortificando o eu, sendo crucificado com Cristo (Rm. 6.6; Gl. 2.10).

 

A terceira condição é seguir a Cristo. “... e siga-me” (Mt. 16.24), imitando as ações de Cristo;

Vivendo como ele vivia; andando nos seus passos, fazendo o que ele veio fazer; tomando o mesmo caminho de sacrifício e serviço que Ele tomou.

 

A quarta condição é amar a Cristo acima de qualquer coisa (Lc. 14.25-27), mostrando um amor supremo por Cristo; estimando a Cristo mais do que qualquer coisa no mundo; evitando que algum outro amor, obrigação ou relacionamento esteja entre Cristo e seus discípulos; tendo um compromisso acima de tudo com Cristo; colocando Cristo em primeiro lugar e dando o máximo para Cristo.

 

A quinta condição é obedecer às palavras de Cristo (Jo. 8.31), permanecendo em suas palavras; perseverando em seus ensinos; vivendo os seus ensinamentos; praticando as suas palavras; escutando, aceitando e obedecendo os seus mandamentos.

 

A sexta condição é frutificar (Jo. 15.8), vivendo em santidade; trabalhando continuamente na obra do Senhor; tornando-se mais semelhante a Cristo; apresentando as qualidades do caráter cristão (Gl. 5.22-24; 2 Pe. 1.5-8); tendo temperamento, disposição, vida, costumes, devoções e desígnios cristãos.

 

Por que devemos ser um discípulo de Cristo?

 

Em primeiro lugar a Escritura nos mostra que esta é a vontade de Cristo (Mt. 28.19). Em segundo lugar é a única forma de ser um cristão (At. 11.26). E em último lugar, é a característica do verdadeiro cristão (At. 9.26-28).

 

Quais são os propósitos do discipulado cristão?

 

Os propósitos do discipulado são ser igual a Cristo (Mt. 10.25; Jo. 13.15; Fp. 2.5; 1 Pe. 2.21; 1 Jo 2.6); e ser igual aos nossos líderes espirituais (1 Co. 4.15, 16; 11.1; 1 Ts. 1.6; Hb. 13.7).

 

Quais são os benefícios do discipulado cristão?

 

Quem se dispõe a ser um discípulo de Cristo receberá muito mais do que perdeu por causa de Cristo (Mc. 10.28-30); sofrerá perseguição por causa de Cristo (Mc. 10.30); herdará a vida eterna (Mc. 10.30); receberá poder para curar enfermos e expulsar demônios (Mc. 16.17,18); terá a luz da vida (Jo. 8.12); e fará as mesmas obras que Cristo fez e outras maiores também (Jo. 14.12).

 

Qual são as características de um verdadeiro discípulo de Cristo?

 

As principais características do discípulo de Cristo são: crer em Cristo (Mc. 16.16; Jo. 2.11; 17.20; 1 Jo. 3.23); obedecer os mandamentos de Cristo (Jo. 14.15, 21; 1 Jo. 2.3, 4); amar os discípulos de Cristo (Jo. 13.34, 35); ser semelhante a Cristo (Mt. 10.25).

 

Bibliografia

 

Comentário Bíblico Africano – Tokunboh Adeyemo

Comentário do Novo Testamento Aplicação Pessoal

Comentário Bíblico Novo Testamento – Matthew Henry

O Novo Comentário Bíblico Novo Testamento – Earl D. Radmacher

Comentário Bíblico Beacon – Ralph Earle

Comentário Bíblico Popular Novo Testamento – William MacDonald

Enciclopédia de Bíblia Teologia e Filosofia – R. N. Champlina. Ph.D.

Enciclopédia da Bíblia Cultura Cristã – Merril C. Tenney